O GÊNIO SEUS ÍDOLOS E INFLUÊNCIAS.

Ir em baixo

O GÊNIO SEUS ÍDOLOS E INFLUÊNCIAS.

Mensagem por Admin em Qua Ago 04, 2010 1:15 am

O GÊNIO E OUTRAS INFLUÊNCIAS


Grandes artistas como Ray Charles, Stevie Wonder e Diana Ross também foram fundamentais na carreira de Michael e essas parcerias receberão atenção especialíssima no decorer dos posts, assim como "We are the world", o "hino da solidariedade" do qual fizeram parte em 1985, juntamente com outros expoentes da música.
São pessoas que fizeram parte da carreira e da vida de Michael, sendo também, grandes exemplos que o ajudaram a ser o grande artista e ser humano que ele se tornou.
MICHAEL E RAY CHARLES

MICHAEL E STEVIE WONDER

MICHAEL E DIANA ROSS










O GÊNIO E SUA INSPIRAAÇÃO: GENE KELLY



Gene Kelly foi outra inspiração para Michael. Ele também lhe fez muitos elogios depois daquela memorável apresentação da Motown 25 anos em 1983.
Michael conta em "Moonwalk" que Gene Kelly foi a sua casa para cumprimentá-lo pela performance de "Billie Jean". Gene disse a Michael que gostou muito da maneira de sua dança.
Gene disse:
"Ele sabe quando parar e quando disparar, como um relâmpago"
"Ele tem muita energia"
Michael conta também que teve a sensação de que havia se integrado a uma nova fraternidade: a dos dançarinos, o que o deixou muito honrado porque eram as pessoas que mais admirava no mundo.
Abaixo, um vídeo em homenagem a Gene Kelly e Michael. Esse vídeo é uma mescla dos famosos músicas "Singing in the rain" de Gene Kelly e "Black or white" de Michael. Assistindo o vídeo, percebe-se o quanto Michael se preocupava em se inspirar nos maiores exemplos da dança e da música.







O GÊNIO E SUA INSPIRAÇÃO: FRED ASTAIRE





Michael também teve a felicidade de conhecer Fred Astaire, sua outra fonte de inspiração. Depois da inesquecível apresentação do passo "Moonwalk" na música "Billie Jean" gravado em 25 de março de 1983 e televisionado em 16 de maio do mesmo ano, Astaire foi uma das celebridades que telefonaram para Michael para cumprimentá-lo. Astaire ligou para Hermes Pan - coreógrafo ganhador de Óscars e colaborador de Fred Astaire e Ginger Rogers, aos quais ensinou seus mais memoráveis passos de dança - para que fosse visitá-lo o mais rápido possível.
Assim que Hermes chegou, Astaire colocou o vídeo da apresentação de Michael para que ele assistisse e disse:
"Espere só até você ver isso!".
Os dois assistiram a grande performance e Fred Astaire, que não tinha por hábito fazer elogios fáceis a outros dançarinos, mostrou-se extasiado com a performance de Michael.
Astaire elogiou Michael dizendo que ele havia se tornado um dançarino fantástico. Disse para Michael:
"Você sabe se mexer e fez com que todas aquelas pessoas se balançassem nas cadeiras. Você é um dançarino irado e eu sou assim também".
Astaire disse que, ao ouvir a voz de Michael no telefone, ficou surpreso pelo fato de alguém que dança com tanta raiva, ter também uma voz tão suave. Disse a Michael o quanto gostava de seu trabalho.
Astaire disse que, na conversa que tiveram, notou o quanto Michael era educado e o quanto ficou empolgado com o fato de ter recebido aquele elogioso telefonema .
Astaire ainda disse:
"Gostei dele imediatamente porque parecia imune às badalações do show business, ao estrelismo".
De fato, Michael não estava acreditando que Fred Astaire havia lhe telefonado. Michael disse depois, que os elogios que Astaire havia lhe dirigido foram os mais significativos para ele.
Em 1988, Michael demonstrou sua gratidão a Fred Astaire, dedicando-lhe sua autobiografia "Moonwalk". Michael também disse que havia visto Fred umas duas vezes.
Outras observações de Fred Astaire sobre Michael:
"Meu Deus! Aquele garoto tem um movimento excepcional. É o maior bailarino do século"
"Eu não queria deixar este mundo sem saber quem era o meu descendente. Obrigado Michael!"- Fred Astaire (pouco antes de sua morte)
Abaixo, dois vídeos de "Smoth Criminal": o primeiro apresenta a performance de Fred Astaire e o segundo é o curta idealizado por Michael. Assistindo os dois vídeos, percebe-se claramente a inspiração de Michael em seu ídolo.
PERFORMANCE FRED ASTAIRE

PERFORMANCE MICHAEL










O GÊNIO E SUA INSPIRAÇÃO: JACKIE WILSON



Jackie Wilson foi outra grande inspiração de Michael. Jackie era conhecido como o "cantor do entusiasmo" e era considerado um showman, um dos cantores mais destacados da história do R & B e do Rock.
Infelizmente Jackie também passou por momentos muito difíceis e delicados. Em 1961, foi ferido com um tiro por sua namorada Juanita Jones, que era considerada ciumenta.
Em 1975, Jackie estava apresentando um show em New Jersey e, quando cantava seu grande sucesso "Lonely Teardrops", sofreu um infarto. Jackie caiu no chão e a queda atingiu sua cabeça deixando-o em estado de coma por oito anos e quatro meses.
Jackie faleceu em 21 de janeiro de 1984. É, sem dúvida, um grande exemplo, sendo inimaginável pensar como deve ser permanecer por quase nove anos em estado de coma. Penso que pessoas como Jackie e James Brown, assim como Michael, também tem muito a nos ensinar.
Escolhi dois vídeos: o primeiro com Jackie cantando "Lonely Teardrops" e o segundo vídeo, com Michael dançando estilos que lembram Jackie.
As músicas e a voz de Jackie lembram um pouco o estilo de Elvis. Acredito que o estilo de ambos são parecidos.
Jackie cantando "Lonely Teardrops"

Michael dançando no estilo Jackie Wilson










O GÊNIO E SUA INSPIRAÇÃO: SAMMY DAVIS JR.




Em sua humildade e gratidão, Michael nunca esqueceu dos ídolos que o inspiraram.
Sammy Davis Jr. foi apenas mais um artista a ser lembrado. Sammy foi o primeiro artista negro a conseguir estrelar o seu próprio programa de televisão.
Michael compôs a música "YOU WERE THERE" especialmente para homenageá-lo em seus 65 anos.
Sammy Davis Jr. canta Michael
"BAD"

Michael canta para Sammy Davis Jr.
"YOU WERE THERE" ( VOCÊ ESTAVA LÁ )



LETRA,TRADUÇÃO E VÍDEO
You were there, before we came.
Você estava lá, antes de nós chegarmos
You took the hurt, you took the shame.
Você superou a ferida, você superou a vergonha
They built the walls to block your way.
Eles construíram muros pra te bloquear
You beat them down.
Você os venceu
You won the day.
Você ganhou o dia
It wasn't right, it wasn't fair.
Não era certo, não era justo
You taught them all.
Você ensinou todos eles
You made them care.
Os fez se importar
Yes, you were there, and thanks to you
Sim, você estava lá e graças a você
There's now a door we all walk through.
Existe uma porta que todos nós passamos
And we are here, for all to see
E estamos aqui para todos verem
To be the best that we can be.
Pra sermos os melhores que podemos ser
Yes, I am here....
Sim, eu estou aqui
Because you were there.
Porque você estava lá.













O GÊNIO E SUA INSPIRAÇÃO: CHARLIE CHAPLIN



Em seu documentáriode 2003 - "PRIVATE HOME MOVIES" - , que mostrou todas as etapas de sua vida e carreira e que foi narrado, de forma espontânea e verdadeira por Michael, ele fala de uma de suas maiores fontes de inspiração: o genial CHARLIE CHAPLIN.
Michael contou assim:
"Eu amo pessoas talentosas, como Charlie Chaplin... Deus, como não admirar sua genialidade?
Ele foi o Rei das Palhaçadas! Tinha um grande coração, ele fazia chorar e sorrir ao mesmo tempo. Ele era o mestre nisso.
Eu encontrei um pouco disso naquilo que eu faço, eu me sinto como ele. Ás vezes eu acho que eu sou ele!"


No CD "HISTORY" de 1995, Michael gravou uma música de Chaplin para homenagear o ídolo. Foi a bela música "SMILE" e, como não poderia deixar de ser, a música é um show de interpretação. Sua voz está afinadíssima.
Veja o vídeo legendado da música.

Agora, uma apresentação de "Billie Jean" em 1996 durante a "HISTORY TOUR", que mostrao "lado Charlie Chaplin de Michael".

"BILLIE JEAN"











O GÊNIO E SUA INSPIRAÇÃO: JAMES BROWN



Michael idolatrava James Brown. Quando James morreu - dezembro de 2006 - Michael fez questão de prestar-lhe uma última homenagem com um discurso emocionado, revelando ser James Brown, sua maior inspiração.

Michael disse:
"O que eu vou dizer será breve, porém, direto. James Brown é minha maior inspiração. Desde que eu era criança, não mais de seis anos, minha mãe me acordava - não importava que horas eraam, se stava dormindo, não importava o que estava fazendo - para ver na televisão o Mestre em seu trabalho.
E quando eu o vi se movendo, fiquei impressionado!
Nunca vi um artista se apresentando como James Brown e, no mesmo momento, eu já soube exatamente o que eu queria fazer pelo resto da vida por causaa de James Brown.
James Brown, sentirei sua falta e eu te amo muito...
Obrigado por tudo. Deus te abençoe."
Os dois subiram no palco juntos em diversas ocasiões como, por exemplo, em 1983 e em 2003.
Em 1983, James disse que Michael era uma nova inspiração que havia surgido, chamou-o de humilde e talentoso e pediu que Michael fosse até o palco dizer alguma coisa. Michael, timidamente foi até lá e fez um breve agradecimento cantando e dançando em homenagem ao ídolo.
Em 2003, foi a vez de Michael rasgar elogios a James referindo-se a ele, de forma emocionada, como um gênio.

MICHAEL E JAMES BROWN EM 1983


MICHAEL E JAMES BROWN EM 2003


MICHAEL DISCURSA NO FUNERAL DE JAMES BROWN



avatar
Admin

Mensagens : 162
Data de inscrição : 27/05/2010
Idade : 39

http://mjthisisit.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum